Amamentação

O leite

Aspecto nutricional do aleitamento materno

O leite materno é composto pelo colostro, que é o primeiro leite, e que apresenta os níveis mais altos de proteína, servindo para estabilizar os níveis de glicose no sangue do bebê que caem muito, logo após o nascimento. É rico em vitaminas e minerais.O colostro ajuda a limpar a primeira descarga intestinal do recém-nascido, preparando o aparelho digestivo do bebê para receber o leite transicional e o leite amadurecido. 

O leite é constituído principalmente de água, proteína, lactose, além de apresentar uma suplementação de vitaminas e sais minerais, incluindo cálcio, fósforo, zinco e vitaminas B6, B12, C e D.

Aspecto imunológico do aleitamento materno

O leite materno é composto também de fatores que dão imunidade, pois fornece anticorpos produzidos pela mãe.

Aspecto morfo-funcional do aleitamento materno

A sucção tem um papel muito importante no desenvolvimento ósseo-muscular e assim, no equilíbrio do posicionamento das arcadas e da língua. Ao colocar o bebê no seio materno, ele abocanha tanto o bico quanto a aréola, comprimindo com a sua língua o seio contra o palato duro (céu da boca), promovendo a extração do leite. A sucção começa a estimular a mandíbula para frente e para trás, para cima e para baixo, a língua faz um movimento também de frente para trás para jogar o leite para a orofaringe (garganta) ocorrendo uma contração nos lábios e uma estimulação para o bebê respirar pelo nariz, pois não solta o peito enquanto mama.

Desde cedo, o bebê já faz um árduo trabalho, fazendo com que chegue a suar, pois, a sucção natural exige muito esforço. Todo este esforço que o bebê realiza é chamado também de movimento de “ordenha”.

Posicionamento do bebê durante a amamentação

A posição do bebê deve ser a mais confortável possível, principalmente a da mãe, mas é importante frisar que o bebê deve ficar com a cabeça ligeiramente mais elevada, barriga do bebê com a barriga da mulher, ficando todo encostado no corpo e colo da mãe. Nesta fase a puérpera está passando por situações novas, dores nas costas, dores nos seios, mas mesmo assim importante enfatizar que amamentar o bebê no seio, irá suprir as necessidades afetivas dele, porque permanece mais tempo com a mãe num contato muito íntimo, pois é neste ato que a mãe acaricia e fala com seu bebê, estimulando dessa forma o melhor e mais saudável desenvolvimento da linguagem e emocional do recém-nascido.

A pega

Para que a amamentação seja tranqüila, o principal fator é a pega. Um bebê que faz a pega correta se alimenta melhor e diminuiu a possibilidade de fissuras no mamilo, o que torna a amamentação mais tranqüila e prazerosa para o binômio mãe-bebê.

O bebê deve abocanhar boa parte da auréola – boca de peixinho – e não apenas o mamilo.

pegas

No caso de dúvidas não hesite em procurar ajuda com a maior brevidade possível. A amamentação deve ser boa para a mãe e para o bebê e com apoio torna-se mais fácil.

Veja mais sobre amamentação em: http://comoamamentar.com

Encontre-nos no Facebook